Um homem fantasioso e solitário, trabalha no cotidiano de uma estação perdida no tempo, entre os muitos personagens que ali transitam, em suas ações repetidas do dia a dia, o jornaleiro recria suas estórias, através de sua imaginação, de maneira única e fantasiosa. Com movimentações acrobáticas, coreográficas e situações cômicas, transformando ações e objetos rotineiros em estórias sensacionais e irreverentes.

 

 

RUA JOSÉ BONIFÁCIO, 512, CENTRO

São Bernardo do Campo, SP